Oliveira do Hospital – Apresentação do Dispositivo Municipal de Combate a Incêndios

A ADESA esteve presente na apresentação do Dispositivo Municipal de Combate a Incêndios de Oliveira do Hospital, que decorreu no dia 15 de Maio, início da fase BRAVO.

Esta iniciativa do Município de Oliveira do Hospital, decorreu durante a realização da feira mensal de Oliveira do Hospital e serviu para mais uma vez juntar todos os actores envolvidos, aumentando o nível de conhecimento e de reconhecimento do trabalho desenvolvido pelas diferentes forças, de integração e simultaneamente de sensibilização dos cidadãos.

Coordenada e apresentada pelo Comandante Operacional Municipal, Eng. José Carlos Marques, estiveram presentes o Senhor Presidente da Câmara, Prof. José Carlos Alexandrino, responsável máximo pela Protecção Civil ao nível autárquico, o Comandante Operacional Distrital (CODIS) Carlos Tavares da ANPC assim como os vereadores responsáveis pelo pelouro do Ambiente, Dr. José Francisco Rolo, e pelo pelouro das Florestas, Eng. Teresa Dias, representantes da Direcção e do Comando das Associações de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira, representantes da Direcção, técnicos e operacionais das OPF do concelho, CAULE, Cooperativa dos Agricultores da Alvoco das Varzeas e Cooperativa Agro Pecuária da Beira Central e  funcionários do município adstritos à protecção civil. As forças de segurança da GNR, GIPS e EPF também estiveram representadas, assim como o ICNF através da Eng. Inês Lopes. A ADESA esteve representada pelo Eng. Nuno Santos do gabinete florestal e pelo operador João Cardoso.

Houve lugar à exposição de viaturas de combate a incêndios florestais das diferentes entidades e procedeu-se a um bem conseguido simulacro de intervenção a um caso de queima de sobrantes a que se perde o controlo onde actuou a máquina de rastos da ADESA adstrita ao município de Oliveira do Hospital. Actuaram as forças de acordo com o protocolo, com a detecção da coluna de fumo, o alerta dado pelo CDOS, a 1ª intervenção a cargo da forças pré-posicionadas (Sapadores Florestais e GIPS), a intervenção dos corpos de bombeiros com veículos pesados e finalmente a actuação da máquina de rastos na consolidação do perímetro de área ardida.

Foi feita uma acção de sensibilização com a participação de todos os envolvidos, com entrega de prospectos e panfletos à população presente na feira ao que se seguiu um almoço convívio.

Nas suas intervenções, tanto o Presidente da Câmara como o Comandante Operacional Distrital realçaram o objectivo “baixas zero” colocando a prioridade máxima na defesa da vida das populações e dos operacionais e apelando à consciencialização das populações para evitar a ocorrência de fogos rurais devidos a actos de negligência, punível por lei e anualmente responsável por cerca de metade das ocorrências e da área ardida adaptando o lema “Portugal Sem Fogos depende, mesmo, de todos.”

Fotos: Município de Oliveira do Hospital


Galeria Imagens